Desescravização: uma história contada pela metade

Desescravização: uma história contada pela metade Artigonal.com - Diretório de artigos gratuitos Diretório de Artigos Gratuitos Porque publicar artigos? Autores Populares Artigos Populares  AResponde Publicar Artigos Login Login via Login via Facebook Cadastro Olá área do Autor Saír if($.cookie("screen_name")) { $('#logged_in_true li span').html($.cookie("screen_name").replace(/\+/g,' ')); $('#logged_in_true').css('display', 'block'); $('#top-authors-tab').css('display', 'none'); } else { $('#logged_in_false').css('display', 'block'); } Email
Senha
Salvar os dados
Esqueceu a senha?
Home > Educação > Desescravização: uma história contada pela metade Desescravização: uma história contada pela metade Editar Artigo | Publicado em: 13/05/2011 |Comentário: 0 |

"... a abolição libertou os brancos do fardo da escravidão e abandonou os negros à sua própria sorte." (Florestan Fernandes)


A crise da escravidão no Brasil foi um processo lento e incerto. Teve início com o Bill Aberdeen, de 1845, e com a Lei Eusébio de Queirós, de 1850.

Com o fim do tráfico internacional, a escravidão entrava em progressivo colapso, auxiliada pelo processo de decadência do Império, e para defender esse sistema de trabalho a aristocracia escravista recorria ainda a todos os instrumentos possíveis, da violência à política.

Marcante no Brasil e que impulsionou para acabar com a escravidão foi o chamado Movimento Abolicionista. Os escravos sempre lutaram contra a escravidão, porém, a partir de meados do séc. XIX, essa luta passou a empolgar uma parcela da população livre urbana devido a uma série de acontecimentos internacionais como, por exemplo, a oposição inglesa à escravidão e que abria espaço à reafirmação dos princípios liberais de igualdade jurídica.

Setores urbanos também juntaram-se ao movimento quando começaram a perceber que a relação entre o fim da escravidão e desgraça econômica era uma habilidosa montagem de ideias visando desarmar os opositores à escravidão.

Sabe-se que o grande contingente de escravos concentrados na região Nordeste teve como elemento causador a economia açucareira do início da colonização. Entretanto esse quadro começou a mudar com a queda do comércio açucareiro e o deslocamento da matriz econômica do Nordeste para o Sudeste, com o crescimento e a valorização do café. Devido à cultura do café houve um aumento significativo do número de escravos em São Paulo, trazendo consigo todas as pressões e tensões relativas ao trabalho forçado.

Tais pressões e tensões tinham como motivos: - a contradição entre a fé cristã e a prática da escravatura, - a contradição entre liberalismo e a escravidão, ou seja, os ideais de liberdade e igualdade sociais e jurídicas, princípios básicos do liberalismo, se confrontavam com a realidade de pelo menos 40% da população que não era contemplada com esses direitos, e - a tensão por detrás do trabalho forçado, ou seja, a oposição e resistência dos escravos, das mais variadas formas, motivadas pela conscientização e desejo da possibilidade da conquista da liberdade.

Assim, ia se processando uma mudança de mentalidade do Estado em relação à escravidão que iria afetar: - a questão dos magistrados, - uma forte pressão externa, uma crescente luta dos escravos por sua própria integridade; e - uma divisão entre fazendeiros do Nordeste e Sudeste.

E a luta pela emancipação acontecia, então, em meio às disputas entre o governo e a classe dos proprietários rurais e no bojo dos acontecimentos sociais da época.

Surgia ainda a Lei do Ventre Livre, em 1871, que por sua vez também garantia oficialmente o direito à compra da liberdade e à prática do Estado na libertação de seus escravos. A aprovação dessa lei deveu-se muito ao grande número de representantes políticos do Nordeste que, com o deslocamento de escravos de sua região para o Sudeste, provocados pela corrida do café, deixaram de temer a questão abolicionista.

Pelas pressões externas e internas,portanto, a escravidão ia, aos poucos, se desorganizando. E isso tomava força porque os escravos também estavam se inserindo na realidade de uma construção de consciência nacional e de cidadãos, principalmente pela apropriação da língua e costumes.

Assim sendo, quando a Lei Áurea foi promulgada (1888), apenas ratificou toda essa situação, o que não deu, de fato, por encerrado a escravatura no Brasil. Cabe aqui destacar que a figura da Princesa Isabel não possui nada de bondosa; ela assinou a Lei somente porque não havia outra alternativa a partir de fortes pressões e contextos sociais, políticos e econômicos nacionais e internacionais, principalmente devido ao processo civilizatório. A ciência historiográfica faz cair por terra ídolos forjados, tanto por interesses diversos e obscuros, quanto por ignorância.

Em suma, é importante trazer à tona que, ao contrário do que afirmavam os escravocratas, o país não mergulhou no caos com o fim da escravidão. Na verdade, foram os interesses dos escravocratas que foram frustrados.

Porém, para os negros libertos foi grande, e continuou a ser, a dificuldade de integração na sociedade. Enfrentando um racismo mal-encoberto, sem oportunidades de melhorar a situação material, os negros formaram a camada mais explorada  das classes populares. E mesmo com dificudades e sacrifícios tentavam eliminar tudo o que lembrasse a escravidão. A difícil relação entre senhores e escravos agora tomava a forma de discriminação entre brancos e negros. Estava agora se consolidando o racismo, a marginalização e a discriminação racial e social contra o negro.


Prof. Hermes Edgar Machado Junior
(Issarrar Ben Kanaan)


Referências e sugestões bibliográficas:

-"Da Monarquia à República: momentos decisivos", Emilia Viotti da Costa
-"Brasil: Síntese da Evolução Social", Aluysio Sampaio
-"História Sincera da República", Leoncio Basbaum
-"A Abolição", Emilia Viotti da Costa
-"O Sistema Colonial", José Roberto do Amaral Lapa
-"Brasil Império", Hamilton M. Monteiro
-"História do Brasil Imperial", Luiz Roberto Lopez
-"Evolução Social do Brasil", Nelson Werneck Sodré
-"Formação Histórica do Brasil", Nelson Werneck Sodré

Retrieved from "http://www.artigonal.com/educacao-artigos/desescravizacao-uma-historia-contada-pela-metade-4766210.html" (Artigonal SC #4766210)

Clique aqui para re-publicar este artigo em seu site ou blog. É fácil e de graça! Prof. Hermes Edgar Machado Jr. Prof. Hermes Edgar Machado Jr. - Perfil do Autor:

Prof. HERMES EDGAR MACHADO JUNIOR (ISSARRAR BEN KANAAN) Temas relacionados à espiritualidade universalista e eclética, meditação, esperanto, hebraico, psicologia, filosofia, história, arqueologia, naturismo e informática (principalmente linux).

http://benkanaan.blogspot.com (BLOG)

http://twitter.com/benkanaan (TWITTER)

benkanaan@gmail.com (E-MAIL)

benkanaan@hotmail.com (MSN)

Perguntas e Respostas Pergunte nossos autores perguntas relacionadas a Educação... Pergunte 200 Letras sobrando Ola eu tenho uma pegunta a minha escola a minha profesora passou o tarefa de historia para fazer um teatro das historia a evazão dos holandeses no nordeste acucareiro mais eu não sei como fazer tcha Vou finaciar uma casa pela caixa e gosaria saber com quanto tempo posso transferir esta casa para o nome do meu irmão Recebi uma indenizaçao trabalhista parcelada de 252.mil e a receita cobrou 43mil de imposto, pela lei nova teria de pagar 10 mil como faço para modificar esta situação Avaliar artigo 1 2 3 4 5 Voto(s) 0 Voto(s) Feedback RSS Imprimir Email Re-Publicar Fonte do artigo: http://www.artigonal.com/educacao-artigos/desescravizacao-uma-historia-contada-pela-metade-4766210.html Palavras-chave do artigo: abolicao, escravatura, escravos, brasil, lei aurea, historia, libertacao, abolicao da escravatura, escravidao, historia do brasil Artigos relacionados Últimos artigos de Educação Mais artigos por Prof. Hermes Edgar Machado Jr. Antonio Paiva Rodrigues ABOLIÇÃO DA ESCRAVATURA

A expansão da lavoura cafeeira enfrentou um sério problema de mão de obra, principalmente a partir da extinção do tráfico negreiro, acontecida em 1850. A abolição da escravatura era uma questão de tempo, visto que a Inglaterra era uma grande potência e seu interesse pela riqueza brasileira, era vistos a olhos nus já naquela época. Logo após a Revolução industrial na segunda metade do século XVIII, a burguesia industrial inglesa começou a exigir o fim da escravidão negra.

Por: Antonio Paiva Rodriguesl Educação> Ensino Superiorl 16/05/2010 lAcessos: 777 Kátia Farinha África Uma Temática Obrigatória No Currículo Escolar

A valorização e o reconhecimento da contribuição dos negros no Brasil, veio por meio da lei n° 10639/2003 que inclui no curriculo escolar essa data. Mostrando aos educandos que mais do que escrevos os negros deixaram importantes contribuições para a cultura brasileira.

Por: Kátia Farinhal Educaçãol 14/01/2010 lAcessos: 419 Como falar Inglês na WEB Método Aprovado

Hoje falaremos sobre curso de inglês online. O InglesAgora.com é um website de educação à distância focado no ensino da língua inglesa pela internet.

Por: ramonblue10l Educaçãol 12/05/2011 Fisiologia Reprodutiva das aves

Breve Revisão de Literatura sobre os sistemas reprodutores de machos e fêmeas que são distintos e particularmente importante conhecermos.

Por: wyaral Educaçãol 09/05/2011 Escola de Ensino "Médio"

Esta literatura, conta a história de uma educação de má qualidade, que ocorre no interior da Bahia em uma cidade chamada Campo Formoso, especialmente no povoado de Brejão da Caatinga.

Por: Eduardol Educaçãol 09/05/2011 Anatomia funcional das aves

Uma pequena revisão bibliográfica, para entendermos a anatomia das Aves, de aacordo com suas funcionalidades.

Por: wyaral Educaçãol 06/05/2011 lAcessos: 13 Importância Econômica da Avicultura Brasileira

Uma pesquisa minuciosa da Avicultura brasileira, e sua importância para a economia do País

Por: wyaral Educaçãol 06/05/2011 lAcessos: 15 O que Saber Sobre Cursos à Distância

Nesta semana o artigo será a respeito dos afamados cursos online. atualmente, a grande parte dos internautas já se interessou por algum curso online.

Por: ramonblue10l Educaçãol 06/05/2011 Por que as Testemunhas da Torre de Vigia laçam ovelhas do seu rebanho?

Em geral todos nós temos um respeito muito grande pela bíblia e as TJ sempre levam a bíblia e mostram os textos na bíblia, embora as interpretações possam ser questionadas, os textos estão lá. Existem lógicas em algumas interpretações, as pessoas não sentem dificuldades para aderir. Quanto às doutrinas polêmicas, de tanto ouvirem discursos, estudo da revista Sentinela, estudo de livros elas acabam, sem perceberem, aceitando como verdades.

Por: Mario Lucio Borgesl Educaçãol 04/05/2011 Elizandra Souza Adolescente: falando de si

A adolescência hoje não pode mais ser vista apenas como uma fase de transição entre a infância e idade adulta. O adolescente pede um lugar, uma posição para se dizer. E mesmo com todos os seus conflitos e confusões, a adolescência já garantiu um lugar enquanto constituição subjetiva e posicionamento individual.

Por: Elizandra Souzal Educaçãol 03/05/2011 lAcessos: 14 Prof. Hermes Edgar Machado Jr. O integralismo (fascismo tupiniquim ou verde-amarelo)

O nazifascismo chegou ao Brasil na primeira metade do século 20, em 1932, dentro do contexto dos acontecimentos europeus e inspirado principalmente no fascismo italiano: nascia a Ação Integralista Brasileira (AIB), através de um Manifesto à Nação Brasileira, de autoria do escritor Plínio Salgado e a partir de reuniões de vários grupos da direita política.

Por: Prof. Hermes Edgar Machado Jr.l Educaçãol 04/03/2011 lAcessos: 49 Prof. Hermes Edgar Machado Jr. Soledade: uma provação do discipulado

Inevitável é a solidão em "espírito" que em determinada fase do caminho cada discípulo experimentará, nos ensina praticamente todas as tradições espirituais.

Por: Prof. Hermes Edgar Machado Jr.l Religião & Esoterismol 09/02/2011 lAcessos: 13 Prof. Hermes Edgar Machado Jr. A CANÇÃO SUBLIME DA IMORTALIDADE

O Mahabhárata, a "Grande Índia", é um dos dois maiores épicos clássicos da mundo. Mahabhárata provém do sânscrito "maha", grande, e "bhárata", Índia. O texto é enorme, e se for incluído o seu anexo, o Harivamsa, poderá ser considerado o maior volume de texto em uma única obra. É o texto sagrado de maior importância no hinduísmo, estimado por todos os esotéricos e ainda um verdadeiro manual de psicologia e descrição da evolução humana. No Mahabhárata encontramos a Bagavad Gita ("Sublime Canção").

Por: Prof. Hermes Edgar Machado Jr.l Religião & Esoterismol 24/01/2011 lAcessos: 12 Prof. Hermes Edgar Machado Jr. LIVRO DO ÊXODO

O verdadeiro crescimento e evolução espiritual é muito diferente de simplesmente gostar de uma tradição espiritual qualquer, de seguir uma cartilha determinada, ou comodamente ler lindas mensagens. Sabe-se que nenhum instrutor desperdiçará seu tempo com pessoas sem um objetivo claro na vida espiritual. Por isso nós nos auto-qualificamos ou nós nos auto-desqualificamos para a caminhada espiritual. Mas tudo tem seu tempo.

Por: Prof. Hermes Edgar Machado Jr.l Religião & Esoterismol 21/12/2010 lAcessos: 83 Prof. Hermes Edgar Machado Jr. ESOTERISMO BÍBLICO - ALEGORIA DO PATRIARCA JACÓ (Gênesis, 27 a 50)

As Escrituras Sagradas, de todas as tradições, revelam verdades eternas, atemporais, tais como as leis do ser, as experiências místicas interiores e a evolução dos mundos e seres. O mito, os símbolos e as histórias são pano de fundo para mostrar, aos que têm olhos e condições evolutivas de ver mais além da "letra morta", operações do Altíssimo na natureza, universos e seres. Mostram as operações e experiências místicas e esotéricas do gênero humano em geral, o despertar gradual da consciência.

Por: Prof. Hermes Edgar Machado Jr.l Religião & Esoterismol 11/11/2010 lAcessos: 152 Prof. Hermes Edgar Machado Jr. O ESTADO MONÁRQUICO VERSUS O ESTADO REPUBLICANO

É comum, entre os historiadores, dizer que o Estado monárquico era caritativo e paternalista. A vida se processava numa relação de troca, numa negociação entre o povo e o Império, pois o Estado monárquico promovia, de certa maneira, os auxílios e amparos públicos. Por outro lado, com o Estado republicano, o Brasil mudava a forma de governo sem revolucionar a sociedade. O povo continuava pobre e as elites na prosperidade.

Por: Prof. Hermes Edgar Machado Jr.l Educaçãol 06/11/2010 lAcessos: 88 Prof. Hermes Edgar Machado Jr. CAUSAS DA PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA

Podemos dizer que o fim do governo de D. Pedro II foi marcado por uma série de contestações ao regime imperial. Contestações tendo por base a campanha abolicionista, a "questão religiosa", a "questão militar", a insatisfação da oligarquia cafeeira, a insatisfação das elites dos setores produtivos das províncias e as tranformações sociais e econômicas a partir da Revolução Industrial. Mas, o que realmente movia o Império rumo à República?

Por: Prof. Hermes Edgar Machado Jr.l Educaçãol 28/10/2010 lAcessos: 517 lComentário: 1 Prof. Hermes Edgar Machado Jr. BIG-BANG – TZIMTZUM - EVOLUÇÃO

A teoria do big-bang explica, em simples palavras, que havia, no princípio, um ponto ou semente de energia de proporções menores que um próton. Ao seu redor havia o "nada". Num dado momento, "no princípio", esse ponto explodiu lançando para todos os lados uma carga de energia que, à medida que ia se afastando do centro, formava os universos e os mundos.

Por: Prof. Hermes Edgar Machado Jr.l Religião & Esoterismol 22/10/2010 lAcessos: 80 lComentário: 1 Adicionar novo comentário Seu nome: * Seu Email: if($.cookie("screen_name")) { $('#not_logged_in').hide(); } Comentário: *   document.write(''); O código de verificação:* * Campos obrigatoriós Publicar

seus artigos aqui
é de graça e é fácil

Cadastro Menu do autor área do Autor Publicar Artigos Ver/Editar Artigos Ver/Editar P&R Editar Conta Perfil do autor Estatísticas RSS Builder Pessoal área do Autor Editar Conta Atualizar Perfil Ver/Editar P&R Publicar Artigos Perfil do Autor Prof. Hermes Edgar Machado Jr. Prof. Hermes Edgar Machado Jr. tem 41 artigos online Enviar mensagem ao autor Canal RSS Imprimir artigo Enviar a um amigo Re-publicar este artigo Categorias de Artigos Todas as Categorias Arte& Entretenimento Automóveis Beleza Carreira Casa & Família Casa & Jardim Ciências Crônicas Culinária Direito Educação Esportes Finanças Futebol Internet Literatura Marketing e Publicidade Negócios & Admin. Notícias & Sociedade Press Release Psicologia&Auto-Ajuda Relacionamentos Religião & Esoterismo Saúde Tecnologia Turismo e Viagem Educação Ciência Educação Infantil Educação Online Ensino Superior Línguas Necessita de ajuda? Fale Conosco FAQ Publicar Artigos Guia Editorial Blog Links do Site Artigos Recentes Autores Populares Artigos Populares Encontrar Artigos Sitemap Webmasters RSS Builder RSS Link a nós Informação Empresarial Anunciar O uso deste site constitui a aceitação dos Termos de Uso e da Política de Privacidade | O conteúdo publicado pelos usuários é licenciado sob Creative Commons License.
Copyright © 2005-2011 Ler e Publicar Artigos por Artigonal.com, todos os direitos reservados. Quantcast

View the original article here

NOTEBOOK

Related Posts with Thumbnails