Coreia do Norte assegura que libertar� americano detido desde novembro

O regime comunista norte-coreano assegurou nesta sexta-feira que libertar? um americano detido em seu territ?rio desde novembro, apesar de ter comunicado anteriormente sua inten??o de process?-lo.

Segundo a ag?ncia sul-coreana "Yonhap", se trata do cidad?o americano Jun Young-su, que foi detido sem que a Coreia do Norte desse mais detalhes nem as circunst?ncias do caso.

A deten??o de Jun foi divulgada apenas no m?s passado, quando Pyongyang confirmou que o mantinha detido e que tinha a inten??o de process?-lo por cometer um delito ap?s entrar no pa?s comunista, segundo indicou ent?o a ag?ncia estatal norte-coreana "KCNA".

A mesma ag?ncia, citada pela "Yonhap", detalhou nesta sexta-feira que Jun ser? libertado por raz?es humanit?rias depois de o encarregado de Washington para assuntos humanit?rios na Coreia do Norte, Robert King, ter expressado sua contrariedade pela deten??o.

King se encontra na Coreia do Norte, aonde chegou nesta semana acompanhado de uma equipe de funcion?rios americanos para analisar as necessidades de ajuda aliment?cia no pa?s comunista, ainda maiores por uma constante crise econ?mica e pelas san??es contra si devido a seu programa nuclear.

A Coreia do Norte deteve v?rios americanos nos ?ltimos anos.

Em 2010, o ex-presidente dos EUA Jimmy Carter obteve a liberta??o de Aijalon Mahli Gomes, um americano que fora condenado a pagar uma multa de US$ 600 mil e a prestar oito anos de trabalhos for?ados por entrar ilegalmente na Coreia do Norte.

Em agosto de 2009, ap?s uma gest?o do ex-presidente Bill Clinton, Pyongyang libertou dois jornalistas americanos detidos tamb?m por entrada ilegal e condenados a 12 anos de trabalhos for?ados.

NOTEBOOK

Related Posts with Thumbnails