Fam�lia Gomide recebeu decis�o com satisfa��o, diz advogado

Sergei Cobra, advogado da fam?lia da jornalista Sandra Gomide - morta em 2000 -, afirmou em entrevista ? r?dio CBN nesta quarta que os familiares de Sandra receberam a decis?o da 2? Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) com satisfa??o, que determinou a pris?o do jornalista Antonio Marcos Pimenta Neves.

Na entrevista, o advogado considerou longo o tempo para o julgamento de Pimenta Neves, mas destacou que depois do juri "o caso andou r?pido para padr?es brasileiros".

O caso Pimenta Neves
A jornalista Sandra Gomide, 33 anos, foi morta com dois tiros em um haras em Ibi?na, no interior de S?o Paulo, em agosto de 2000. O ex-namorado de Sandra, ent?o diretor de reda??o do jornal O Estado de S. Paulo, Ant?nio Pimenta Neves, confessou o crime, alegando que a colega o tra?a. Os dois se conheceram em 1997 e tiveram um relacionamento por cerca de tr?s anos.

Pimenta Neves chegou a ficar preso por sete meses enquanto respondia ao processo, mas conseguiu no Superior Tribunal de Justi?a (STJ) um habeas-corpus para aguardar o julgamento em liberdade. Em 2006, ele foi condenado a 19 anos e dois meses de reclus?o em regime fechado. No entanto, alegando entendimento anterior do Supremo Tribunal Federal (STF) - de que os condenados podem recorrer em liberdade at? que todos os recursos sejam julgados -, o juiz de Ibi?na concedeu ao jornalista o direito de recorrer em liberdade.

Ao julgar recurso a favor de Pimenta Neves, o Tribunal de Justi?a de S?o Paulo considerou a confiss?o espont?nea do crime e reduziu a pena para 18 anos. Alegando a mesma atenuante, a defesa conseguiu no STJ a redu??o para 15 anos. Os advogados do jornalista continuaram recorrendo at? que, em 24 de maio de 2011, o STF negou o ?ltimo recurso e determinou que a pena fosse imediatamente cumprida. Em seguida, policiais

NOTEBOOK

Related Posts with Thumbnails