Passos Coelho espera "grande resultado" nas elei��es em Portugal

Pedro Passos Coelho, candidato conservador e favorito nas pesquisas ?s elei??es deste domingo em Portugal, afirmou que espera "um grande resultado" e afirmou que o pa?s cumprir? seus compromissos financeiros.

Em declara??es ? imprensa em frente ao col?gio eleitoral em que votou, o dirigente de centro-direita luso falou sobre o resgate financeiro de Portugal e sua crise econ?mica e reconheceu que "ter? um per?odo muito dif?cil nos pr?ximos anos".

"Tenho certeza que faremos as mudan?as necess?rias para cumprir os objetivos de crescimento e prosperidade", ressaltou Passos Coelho, que espera vencer as elei??es legislativas antecipadas deste domingo e suceder o primeiro-ministro socialista Jos? S?crates.

O presidente do Partido Social Democrata (PSD) manifestou confian?a no "cumprimento" dos acordos assinados em abril com a Uni?o Europeia e o Fundo Monet?rio Internacional (FMI) para que Lisboa obtenha, ao longo dos pr?ximos tr?s anos, empr?stimo de 78 bilh?es de euros.

"A mensagem para o exterior ? que n?o deixaremos de cumprir todas as obriga??es", acrescentou ap?s mostrar sua certeza de que os s?cios europeus "v?o ajudar" Portugal.

Passos Coelho pediu os cidad?os que v?o ?s urnas e o dia transcorra com respeito e civilidade, e lembrou que agora seu pa?s "? visto com muita aten??o".

Diante das perguntas dos jornalistas, ele ressaltou a import?ncia dos la?os de Portugal com o Brasil e as na??es africanas de l?ngua lusa, em particular agora que seu pa?s "enfrenta um momento de dificuldade".

Em outro centro de vota??o, o pol?tico que, segundo as pesquisas pode conquistar a maioria absoluta ao PSD, o democrata-crist?o Paulo Levas, apelou ? participa??o nas urnas diante de uma vota??o que classificou de "excepcional".

Levas, cujo Centro Democr?tico Social-Partido Popular (CDS-PP) est? disposto a formar Governo com o PSD, demonstrou estar convicto que Portugal conseguir? superar seus problemas.

"Vamos enfrentar isso juntos", disse aos jornalistas o ex-ministro da Defesa em Governo do PSD e cujo partido desponta como terceira for?a pol?tica do pa?s, com mais de 12% de inten??es de voto.

O PSD obteve nas ?ltimas pesquisas, publicadas na sexta-feira, 38% de apoio, contra 30% dos socialistas e mais de 15% dos dois partidos marxistas, o Comunista e o Bloco de Esquerda, que completam o arco parlamentar luso.

As elei??es legislativas das quais sair? o Governo de Portugal encarregado de cumprir os compromissos de seu resgate financeiro transcorrem sem incidentes importantes desde as 8h no hor?rio local (4h de Bras?lia).

Ao todo, 9,6 milh?es de portugueses est?o convocados ?s urnas para os pleitos antecipados, dois anos ap?s a ren?ncia de S?crates, em mar?o, ao perder o apoio parlamentar do PSD para seu quarto plano de austeridade.

Os social-democratas lideram todas as pesquisas para suced?-lo no poder e aplicar as severas medidas de saneamento financeiro, reforma trabalhista, privatiza??es e ajustes do setor p?blico assinadas por Lisboa com a UE e o FMI.

As vota??es na Portugal continental e na Madeira se prolongam at? as 19h no hor?rio local (15h de Bras?lia) deste domingo, enquanto no arquip?lago de A?ores os col?gios eleitorais abriram e fechar?o 60 minutos depois pela diferen?a no fuso hor?rio.

Logo ap?s fechar os col?gios das ilhas, as redes lusas de televis?o dar?o proje??es sobre o resultado da vota??o que costumam ser muito confi?veis.

As autoridades eleitorais esperam que a apura??o provis?ria esteja quase conclu?da entre tr?s e quatro horas depois do fim da vota??o.

NOTEBOOK

Related Posts with Thumbnails