Vasco j� pensa em como segurar a press�o para "matar" o Coritiba

Bernardo foi bem marcado pelos defensores do time paranaense e pouco contribuiu para o triunfo que aproxima o Vasco do t?tulo. Foto: Alexandre Loureiro/Fotocom.net/Divulga??o

Bernardo ressaltou a import?ncia de o Vasco n?o ter sofrido gols na primeira partida
Foto: Alexandre Loureiro/Fotocom.net/Divulga??o

Minutos ap?s conseguir a vantagem de poder at? perder na pr?xima quarta-feira por um gol de diferen?a, caso balance as redes, em Curitiba, o Vasco j? lida com a maneira de sustentar a vit?ria por 1 a 0 obtido na partida desta quarta-feira em S?o Janu?rio. O time sabe que ter? que ser forte no Paran? para erguer a ta?a da Copa do Brasil na casa do Coritiba.

"Eles v?o ter uma conversa com seu treinador para voltarem melhores para este segundo tempo da decis?o. Temos que ir para Curitiba sabendo que o Coritiba vai com certeza tentar nos pressiona e buscar o gol a todo momento. Cabe a n?s tentar segurar a equipe deles e, na hora que tiver oportunidade, matar o jogo", disse Alecsandro, autor do gol da vit?ria.

Al?m do poderio da equipe que bateu recorde de vit?rias consecutivas no Brasil nesta temporada, 24 no total, a preocupa??o dos cariocas est? tamb?m expressa no trabalho de Marcelo Oliveira. Com filosofia de ataque veloz e ofensividade, o t?cnico j? deu trabalho mesmo como visitante, como admitiu o pr?prio Ricardo Gomes, comandante do Vasco.

"Sentimos realmente a nossa sa?da bem marcada. A partir da?, perd?amos a bola e o Coritiba atacava. Por op??es erradas nossas, eles conseguiram alguns lances", contou Ricado. "Isso n?o ? surpresa. N?o fizemos o nosso jogo nem o resultado ideais porque enfrentamos um time muito bem montado pelo Marcelo, com pe?as que tecnicamente correspondem bem ?s fun??es", elogiou o t?cnico.

O ambiente entre os atletas, contudo, ? de festa pelo feito desta quarta-feira. Embora com cautela, o triunfo ? celebrado. "Do outro lado tem uma equipe que n?o quer tomar gol, como a gente n?o quer. Vencer por 1 a 0 ? um resultado muito bom", considerou o meia Bernardo.

NOTEBOOK

Related Posts with Thumbnails